AS COISAS BOAS DA VIDA

Nos fundamentos da fé cristã, a Páscoa simboliza a ressureição de Cristo três dias após a sua morte na cruz.


O nome Páscoa é de origem hebraica, da palavra Pessach que significa “passagem”: um período de esperança e renovação dada aos homens e carregada de  símbolismos:


• Cruz: simboliza a vitória de Jesus sobre a morte.


• Pão e Vinho: representa a vida eterna de Jesus. (em sua última ceia, Jesus ofereceu pão e vinho aos discípulos enfatizando que o pão era o seu corpo e o vinho era o seu sangue).


• Cordeiro: simboliza Jesus Cristo por ter se sacrificado em prol do seu rebanho.

• Coelhos: símbolo da fertilidade. Está associado a capacidade que a Igreja tem de conquistar novos discípulos e espalhar a mensagem de Cristo.


• Ovos de Páscoa: simbolizam o nascimento para uma nova vida.


Importante lembrar também que durante toda a Semana Santa (semana que antecede a Páscoa) ocorre a celebração da Paixão de Cristo. A primeira delas já acontece no Domingo de Ramos, que relembra a entrada triunfal de Jesus Cristo em Jerusalém, sob ramos de árvores que o povo colocou para cobrir o chão por onde Ele passava. Lindo, né?!


Na gastronomia, o bacalhau se tornou tradição na mesa de Páscoa. O bacalhau é originário da Noruéga e aportou no Brasil junto com os primeiros portugueses, mas só com a vinda da família real para cá, em 1808, é que ele foi incorporado aos hábitos alimentares brasileiros.


Aliás, a religião é o motivo pelo qual o bacalhau se transformou em tradição na Páscoa. Durante a Idade Média, a Igreja Católica obrigava seus fiéis a jejuar e a excluir de suas dietas carnes vermelhas, consideradas “quentes”.

Ao longo dos anos, o bacalhau está presente mas nas datas mais expressivas da religião, como também no Natal.


O Cod Gadus Morhua é o "legítimo" Bacalhau, pescado no Atlântico Norte e considerado o mais nobre. Depois temos o COD Gadus Macrocephalus, seu habitat é o Pacífico Norte. Os demais deverão receber a designação"pescado salgado seco".


Os tradicionais pratos com bacalhau são: Gomes de Sá, Bacalhoada, Bacalhau as Natas, Bolinhos de Bacalhau e por aí vai... Mas gosto de receitas novas... Então aí vai uma receita pra lá de especial:


Ingredientes


• 1 kg de bacalhau

• 1 Kg de moranga

• 1 Cebola grande em rodelas

• 1 molho de espinafre

• Pimenta e tempero a gosto.

• Queijo ralado

• Azeite de Oliva


Modo de preparo


• Cozinhe a abóbora. Faça um purê.


• As folhas do espinafre apenas coloque na água quente para "amolecer".


• Depois de bem misturados, coloque os purês num refratário.


• Em seguida, depois de tirar todo o sal do bacalhau, e desfie em pedaços regulares.


• Numa frigideira prepare as cebolas levente salteadas e acrescente o bacalhau para cozinhar.


• Espalhe o bacalhau sobre o purê, depois as rodelas de cebolas e o espinafre.


• Regue com azeite de oliva.


• Leve ao forno por 45 minutos, marcando o forno em 280°C até gratinar. Finalize com o queijo ralado.


Para este estilo de bacalhau prefira vinhos brancos, leves e jovens, de acidez média, e sem passar por barrica. A acidez ajuda a "limpar" a boca e "comer de novo".


Dicas de Harmonização:

- Vinho Verde - Casal Garcia - Portugal- Regalllos R$ 64,90 (+ desconto especial de 10%)

- Sauvignon Blanc Concha y Toro - Chile - Mercado Harmonia - R$ 36,90


- Sauvignon Blanc Panul - Chile -Mercado Harmonia - R$ 28,90


- Chardonnay/ Viognier - JP Chenet - Regallos R$ 54,90 (+ desconto especial de 10%)


- Pinot Grigio - Freixenet- Regalllos - R$ 99,90 (+ desconto especial de 10%)


- Azeite de Oliva:

Azeite Herança do Cerro (www.herancadocerro.com.br)

250ml R$ 42,00 (Sabor Intenso)


Olivas do Sul Arbequina

(https://loja.olivasdosul.com.br/)

250ml R$ 45,00 (Sabor Suave)


Vamos aproveitar para agradecer e refletir sobre nossos atos, renovando os votos perante Deus para sermos cada vez melhores.

O domingo de Páscoa celebra a Festa da Vida e somos todos convidados à ressureição! ❤



Por: Camila Quinteiros

43 visualizações0 comentário