AZEITE SABIÁ BLEND PARTICIPA DO GUIA LODO GUIDE COMO UM DOS MELHORES AZEITES DO MUNDO

No ano de 2021, no concurso italiano da cidade de Milano, L’Orciolo D’Oro, o Azeite Sabiá ganhou o melhor médio frutado do mundo com o Blend entre 1 000 azeites do mundo todo. E primeira vez, um azeite fora do mediterrâneo.


Concurso este que é o mais antigo do mundo dos azeites, e no ano passado lançaram o guia Lodo Guide com os melhores azeites do mundo, onde está o azeite encruzilhadense Sabiá. Os produtores, João Roberto Viera da Costa e Beatriz de Carvalho Pereira, juntamente com o agrônomo Emanuel da Costa receberam por conta desta performance destaque como produtores.



O azeite sabiá é produzido na Serra da Mantiqueira Paulista e em Encruzilhada do Sul. Em Encruzilhada do Sul os produtores produzem um pomar de 110 hectares, implantado em 2018 e neste ano já está em produção.


Publicidade

“Foram colhidos até agora 70 mil quilos nestes pomares, dos cultivares Arbequina, Arbosana, Koroneiki e Coratina", explicou o produtor João Roberto.


Viera ainda explica que o fruto é colhido no pomar, colocado num caminhão com baú refrigerado e processado imediatamente no Lagar instalado na própria fazenda, que é um tanque/oficina com os aparelhos adequados para espremer certos frutos (uva, azeitona), reduzindo-os o líquido,. “A azeitona, uma fruta não climatérica, ou seja, interrompe a sua saúde assim que é retirada do pé, ao contrário de frutas como maça, laranja, mamão, manga etc que continuam amadurecendo depois de colhida, ao terem esse controle de temperatura, minimizam o processo de oxidação da fruta, garantindo essa excepcional qualidade do Sabiá”, ressalto Bob.


Na Fazenda Sabiá da Vigia, localizada no Corredor do Meio, está sendo construído mais um Lagar no local, todo ele projetado e executado para ser o primeiro Lagar no mundo voltado exclusivamente para produção do azeite extra virgem premium. O projeto do Lagar foi desenvolvido em parceria com a fabricante italiana da Mawuina Extratora, Mori-Tem, onde 80% do lagar é subterrâneo, salientou o produtor do Azeite Sabiá.


 

24 visualizações0 comentário