DURANTE A PANDEMIA, ENCRUZILHADA REGISTROU AUMENTO NA MORTALIDADE E MANTEVE MÉDIA DE NATALIDADE

O ano de 2020, que marcou a chegada da pandemia de Covid-19, no Brasil, teve cerca de 196 mil mortes a mais que o ano de 2019, no país. A variação de 14,9 % foi a maior desde 1984, segundo os registros civis em cartórios. Já os nascimentos e casamentos mantiveram a tendência de queda que vem sendo observada nos últimos anos, porém os matrimônios recuaram muito acima da média: 24,6 %.


As informações integram as Estatísticas do Registro Civil, divulgadas pelo IBGE, e que trazem dados sobre nascimentos, óbitos e casamentos de mais de 7.900 dos cartórios de Registro Civil de Pessoas Naturais (RCPN).


O número de óbitos registrados no Brasil passou de 1.314.103, em 2019, para 1.510.068, em 2020, significando 195.965 mortes a mais no ano passado. Esses números incluem apenas os registros com informação de sexo e idade da pessoa falecida. Considerando o total de registros, os números são 1.317.292 (2019) e 1.513.575 (2020), com diferença de 196.283 entre os dois anos. De 2018 para 2019, essa variação foi de 2,6 % (33,8 mil óbitos a mais).


Mais de 99 % da variação dos óbitos, em 2020, ocorreu nas mortes por causas naturais, classificação que inclui os óbitos decorrentes de doenças, como a Covid-19. E 75,8 % na faixa de idade de 60 anos ou mais. Nessa classe etária, houve aumento de 16,3 % (148,6 mil) nos óbitos em 2020, frente a uma variação de 4,5 % no biênio anterior. Na faixa dos 15 aos 59 anos, a alta foi de 14,9 %, em 2020, frente a uma queda de 1,2 %, no biênio anterior. Já entre crianças e adolescentes de até 15 anos, por outro lado, houve uma grande redução de óbitos (-15,1 %, contra -1,0 % anterior).


Além disso, o aumento no número de óbitos de 2019 para 2020 foi relativamente maior entre os homens (16,7 %) do que entre as mulheres (12,7 %).


Publicidade

Em Encruzilhada do Sul, de acordo com dados de um levantamento feito junto ao Cartório de Registro Civil de Pessoas Naturais, em 2020, morreram 15 pessoas a menos que em 2019. Quanto aos nascimentos, 2020 registra o número de 19 crianças a menos que 2019. O levantamento mostra ainda que em 2021 esses números mudaram nos óbitos; morreram 96 pessoas a mais que em 2020 e também nasceram 10 crianças a mais.



Veja abaixo o levantamento dos óbitos nos últimos 5 anos:


2017 - 227


2018 - 242


2019 - 235


2020 - 220


2021 - 316



Veja abaixo o levantamento de Nascimentos nos últimos 5 anos:


2017 - 270


2018 - 263


2019 - 243


2020 - 234


2021 - 244

311 visualizações0 comentário