ESPERANÇA E FELICIDADE

Nos últimos tempos, um pouco distante da nossa coluna semanal, estive correndo Rio Grande a fora, e venho notando um sentimento... sempre que venho até esta coluna abordar um tema ruim, lamento ter de fazer isso, porém desta vez será diferente.


Desta vez, o sentimento é bom, o sentimento é de esperança, tenho notado que as pessoas estão confiantes e nos dá cada vez mais gás para trabalhar, em todos os lugares que percorremos, o sentimento de confiança só aumenta, para quem não sabe, hoje irei apresentar o trabalho que estamos desenvolvendo, acredito que o ser humano para honrar a oportunidade que lhe foi concedida, a de viver, deve ser aproveitada com propósito, temos um projeto, defendemos uma bandeira como linha de atuação, hoje rodamos o estado com o propósito de alavancar a atenção para a juventude gaúcha, políticas públicas para juventude e trazer a juventude para os espaços de decisão na política, são as principais bandeiras abordadas.


Publicidade

Ao longo desta caminhada, estivemos na alta cúpula do governo federal e estadual, também estivemos juntos das vereanças e prefeituras, circulamos com as lideranças comunitárias, entretanto colocamos o “pé no barro”, na mesma intensidade, o sentimento do jovem gaúcho é de descrédito, porém estamos conseguindo angariá-lo para fazer a diferença, dando oportunidade de crescimento partidário, crescimento intelectual e também cobrando a participação para efetivar a sua representatividade, o sentimento que define o momento atual é o da esperança, esperança esta que está nos movendo para andar muito em busca de representatividade.


Se pudesse fazer uma avaliação momentânea do cenário, diria que pessoalmente estou feliz e otimista com a retomada do estado pós pandemia.


Um abraço (OTIMISTA) do Capaverde e voltamos a conversar...

22 visualizações0 comentário