Estoques de sangue O- e O+ estão baixos nos hemocentros do Estado

Os tipos sanguíneos O- e O+ estão em níveis baixos nos estoques dos hemocentros do Estado, informa a Secretaria da Saúde com reforço de apelo para a necessidade da doação de sangue por parte da população. Segundo a diretora do Departamento Estadual de Sangue Hemoderivado e do Hemocentro do Estado, Katia Brodt, os demais tipos sanguíneos estão em níveis adequados, mas ainda assim é importante que a população procure os hemocentros mais próximos para a doação, visando a renovação dos estoques de sangue. Todas as pessoas entre 16 e 69 anos de idade, com mais de 50kg, em boas condições de saúde (não tendo impedimentos temporários ou definitivos), podem realizar a doação.

A doação de sangue é fundamental para garantir a disponibilização de componentes sanguíneos para os pacientes que necessitam de transfusão e a renovação da validade dos estoques dos hemocentros. Os hemocomponentes são produtos gerados em serviços de hemoterapia com técnicas de centrifugação que permitem o fracionamento da bolsa de sangue total em concentrado de hemácias, concentrado de plaquetas, plasma fresco congelado e crioprecipitado, que têm diferentes validades (35 dias para concentrado de hemácias; cinco dias para concentrado de plaquetas; um ano para o plasma fresco congelado e um ano para o crioprecipitado). Antes da coleta do sangue, os doadores passam por uma triagem, que verifica se as pessoas estão com boas condições de saúde. Após, é realizada a retirada de aproximadamente 450 ml de sangue. A coleta é feita por profissionais capacitados e sob supervisão de um médico ou enfermeiro. Para preservar a saúde do doador, é estipulado um intervalo entre as doações de sangue. As mulheres precisam esperar, após realizarem a retirada do sangue, 90 dias para doar novamente. Já, para os homens, o tempo é menor e é recomendado 60 dias.

SAIBA MAIS O que é preciso para doar: • Estar em boas condições de saúde; • Apresentar documento oficial de identidade com foto; • Ter idade entre 16 e 69 anos, sendo que os candidatos a doadores com menos de 18 anos deverão estar acompanhados pelos pais ou por responsável legal; • Pesar no mínimo 50 Kg com desconto de vestimentas; • O limite de idade para a primeira doação é de 60 anos; • Não estar em jejum e evitar alimentação gordurosa; • Ter dormido pelo menos 6 horas antes da doação; • Não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação; • Não fumar pelo menos duas horas antes da doação Quais são os impedimentos temporários: • Gripe ou febre; • Gestantes ou mães que amamentam bebês com menos de 12 meses; • Até 90 dias após aborto ou parto normal e até 180 dias após cesariana; • Tatuagem ou acupuntura nos últimos 12 meses; • Exposição à situação de risco para a AIDS (múltiplos parceiros sexuais, ter parceiros usuários de drogas); • Herpes labial • Outros critérios que impedem a doação serão verificados por ocasião da entrevista de triagem

Quais são os impedimentos definitivos: • Doença de Chagas; • Hepatite após os 11 anos de idade; • Ser portador de vírus HIV (Aids), HCV (hepatite C), HBC (hepatite B), HTLV; • Uso de drogas injetáveis Obs.: outros critérios que impedem a doação podem ser verificados durante a entrevista de triagem

Quais intervalos devem ser respeitados entres as doações: Mulheres: período de 90 dias/máximo de três doações nos últimos 12 meses Homens: período de 60 dias/máximo de quatro doações nos últimos 12 meses Onde doar sangueClique aqui para acessar o site da Secretaria de Saúde para conferir os locais para realizar a doação

Clique aqui e confira as informações no site da Secretaria da Saúde sobre a doação de sangue

Fonte:Governo do estado do rio grande do sul





10 visualizações0 comentário