FAPERGS LANÇA EDITAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA E INOVAÇÃO PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA

Os impactos da transformação digital, em todos os segmentos da sociedade, especialmente nos sistemas de ensino na Educação Básica (ensinos Fundamental e Médio), foram impulsionados com a pandemia de Covid-19 e motivaram a elaboração do Edital PROEdu – Programa de Apoio a Projetos de Pesquisa e de Inovação na Área de Educação Básica. O lançamento ocorreu na terça-feira (18), com o objetivo de selecionar e apoiar propostas na área da educação, com temáticas voltadas para Educação Básica e Educação Empreendedora. O investimento é de R$ 4,7 milhões.


O edital PROEdu é fruto da parceria entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Sul (Fapergs), vinculada à Secretaria Estadual de Inovação, Ciência e Tecnologia (Sict), e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Estado do Rio Grande do Sul (Sebrae/RS), visando oportunizar o desenvolvimento de metodologias e uma educação empreendedora na preparação da atual e das futuras gerações, por meio do desenvolvimento de competências empreendedoras com professores e alunos.


No evento on-line de lançamento do PROEdu, o diretor-presidente da Fapergs, Odir Dellagostin, mencionou a satisfação em lançar este edital por oportunizar um olhar diferenciado para a Educação Básica, num momento em que a pandemia trouxe tantos questionamentos nesta área.


“Faço o chamamento para que a comunidade científica da área da educação se inscreva na modalidade A, destinada aos fundamentos pedagógicos, e que os empresários se inscrevam na modalidade B, destinada ao desenvolvimento de produtos e processos inovadores para a educação”, reforçou Odir.


O diretor-superintendente do Sebrae/RS, André Godoy, falou sobre a grande parceria com a Fapergs por ser este um objetivo comum, pois a educação sempre foi um dos focos do Sebrae. “A pandemia colocou em teste o atual modelo pedagógico, precisamos pensar num processo dinâmico de aprendizado”, destacou Godoy.


Publicidade

O coordenador do Comitê de Assessoramento Científico da Fapergs na área da Educação, João Alberto da Silva, o incentivador do edital PROEdu, mencionou a alegria por este momento. “O impacto que a pandemia trouxe não foi apenas um abalo, mas também pode significar uma oportunidade para contribuições importantes para que o Rio Grande do Sul possa crescer os seus índices na Educação Básica”, afirmou.


O edital tem duas modalidades de participação. A modalidade A contemplará projetos de pesquisa aplicada ao campo do desenvolvimento de metodologias e relacionados aos fundamentos da Educação, que versem sobre temática do ensino remoto ou híbrido para Educação Básica. A B comtemplará projetos de desenvolvimento de produtos ou processos inovadores para o ensino remoto ou híbrido, que visem atender demandas relacionadas com a Educação Básica, em especial ao tema da educação empreendedora.


Com um investimento de R$ 4,7 milhões, sendo R$ 2,35 milhões provenientes do orçamento da Fapergs e R$ 2,35 milhões do Sebrae/RS, os recursos distribuídos entre as duas modalidades são da seguinte forma: modalidade A, até R$ 2,35 milhões; modalidade B, até R$ 2,35 milhões, sendo até R$ 1 milhão para a temática específica da Educação Empreendedora.


Os projetos de pesquisa aprovados terão o prazo máximo de 18 meses para execução.


As inscrições no edital vão de 18 de maio até 22 de junho e poderão ser realizadas eletronicamente, por meio do SigFapergs (Sistema de Informação e Gestão de Projetos), disponível no site sig.fapergs.rs.gov.br.


Informações poderão ser obtidas por meio dos sites www.fapergs.rs.gov.br e www.inovapers.com.br ou pelos e-mails dec@fapergs.rs.gov.br e proedu@sebraers.com.br.


Texto: Ascom Fapergs Edição: Secom/Estado Rio Grande do Sul