FIM DE SEMANA DE CALOR E TEMPORAIS ISOLADOS NO RIO GRANDE DO SUL

Nesta sexta-feira, 11, o sol predomina na maioria das regiões e a temperatura volta a subir com facilidade. A projeção é que a máxima supere os 35°C em muitos municípios gaúchos, especialmente em áreas do Centro, Oeste e Norte. Máximas ao redor de 38°C são esperadas em algumas cidades dessas regiões. De uma forma geral, o tempo fica firme com sol, porém o forte aquecimento poderá estimular a formação de nuvens de desenvolvimento vertical com expectativa de pancadas isoladas de chuva, assim como ocorreu na quinta-feira, 10, em partes do Estado. Não se descarta a ocorrência de temporais isolados e passageiros. O potencial de instabilidade, ainda que muito isolada, será maior hoje em cidades da Metade do Rio Grande do Sul. É preciso ressaltar que, infelizmente, não choverá na maioria das regiões. Trata-se de instabilidade isolada. Na Grande Porto Alegre e Litoral, o potencial para chuva muito pequeno nesta sexta-feira. No Oeste, destaca-se a baixa umidade relativa do ar que ontem ficou menor do que 20% e isso poderá ocorrer novamente hoje, com potencial para desconforto e risco de incêndios. Na tarde de ontem a chuva chegou a acumular 30 mm em Erechim, 25 mm em Vacaria, 16 mm em Passo Fundo e 6 mm em Nova Petrópolis segundo dados do CEMADEN.


FIM DE SEMANA TEM MAIOR POTENCIAL DE CHUVA


Modelos projetam que a aproximação de uma nova frente fria poderá favorecer a formação de áreas de instabilidade, as quais junto ao calor elevam o risco para tempestades isoladas. Entretanto, modelos são quase unânimes ao indicar poucas chances de chuva para o Oeste e Noroeste do Estado, região que apresenta os piores indicadores da estiagem neste momento.


A MetSul adverte que a instabilidade avança a partir da tarde de sábado junto a fronteira com o Uruguai. O campo de refletividade do modelo WRF (que mostra a intensidade da chuva, não o volume) projeta potencial para chuva forte a torrencial, com possível queda de granizo, sobretudo, em cidades da Zona Sul nos arredores de Jaguarão, Santa Vitória do Palmar, Turuçu, Pelotas. Nesse período chove, porém, bem isoladamente em parte da Campanha, Cento e Noroeste. No começo da noite (mapa à direita), a instabilidade sobe ao longo da Lagoa dos Patos e pode atingir a Região Metropolitana de Porto Alegre com risco de eventos de chuva forte localizada. Não se afasta queda isolada de granizo. No domingo, a previsão é de amplas aberturas e calor em grande parte das regiões, com expectativa de nova rodada de pancadas de chuva entre a tarde e a noite. No campo de refletividade do modelo WRF, a projeção é que a instabilidade seja mais ativa em municípios da Metade Leste gaúcha. Há risco de temporais isolados, com raios e rajadas de vento isoladas.


Publicidade

É fundamental deixar claro que o Rio Grande do Sul vive a pior estiagem das últimas décadas e a noticia da ocorrência de chuva gera grande expectativa, porém, é preciso deixar claro que esse evento tem chance de gerar acumulados altos de precipitação, entretanto, de forma muito localizada. Portanto, sem abrangência necessária para reverter ou atenuar de forma significativa o quadro de estiagem. O volume de chuva previsto pelo modelo de alta resolução WRF indica que os acumulados mais expressivos se concentram em partes do Leste e Sul do Rio Grande do Sul. A projeção indica 50/75 mm entre a Zona Sul e Costa Doce, com acumulados em torno de 75/100 mm na região carbonífera a Oeste da Região Metropolitana. Entre o Oeste e Noroeste a tendência é de não chover na maior parte da região. No Litoral Norte, o sol predomina durante o fim de semana, com previsão de vento Nordeste com rajadas moderadas. Em geral, as nuvens aumentam no fim de tarde com baixo potencial para chuva.


CALOR


O calor, típico de verão, seguirá intenso no Rio Grande do Sul com expectativa de marcas entre 36 e 38°C nos vales, Centro, Oeste e Noroeste do Estado. Na Região Metropolitana o calor estará presente também com marcas acima da de 35°C. A umidade mais alta em partes do Leste e Sul poderão acentuar a sensação de abafamento. No turno das manhãs, a temperatura fica mais alta com marcas próximas e acima de 20°C na grande maioria das áreas.


Edição e Foto: Metsul

24 visualizações0 comentário