JUDOCAS ENCRUZILHADENSES RECEBEM FAIXA PRETA NO JUDÔ

No sábado (11), no Clube Caixeiros Viajantes, na cidade de Porto Alegre, aconteceu o Bonenkai da Federação Gaúcha de Judô. O evento realiza a premiação dos destaques do ano e a formatura dos candidatos à faixa preta de judô.


Vinicíus Rachi Pinto e Débora da Rosa de Freitas, ambos tendo como antecessora a faixa marrom e atletas da Associação Sol Nascente de Judô (Assonaju), receberam a faixa preta. Débora foi a primeira mulher da associação encruzilhadense a receber o título. A jovem foi destaque estadual, nos últimos três anos, no Estado, na categoria sub 15.



“São duas pessoas muito importantes para a academia. São pessoas que vão continuar o legado da Assonaju, dedicadas ao judô”, ressaltou o Sensei Eduardo.


Vinícius já trabalha com judô na cidade de Cidreira- RS pela Assonaju e pretende seguir trabalhado com esporte. Débora é estudante do ensino médio em Encruzilhada do Sul.


Publicidade


A judoca Débora, agora faixa preta, pretende continuar trabalhando e competindo e a partir de 2022. Trabalhará também como árbitra nas competições.



“Sou muito grato em ter a Débora como nossa aluna, assim como os outros que estão no mesmo caminho dela. Temos seis alunos para se tornarem faixa preta no próximo ano; dentre eles: duas meninas, sendo uma oriunda de um projeto social da Vila da Fonte. Ter faixas pretas na cidade, ainda mais ser do sexo feminino, pois é merecedor estar em qualquer tipo de esporte, trabalho, profissão sem descriminação de sexo”. Ressaltou o Sensei Juruna, que não esconde o orgulho de observar esses dois alunos formados Faixa Preta, e os possíveis alunos que se formaram e muito bem representarão a Assonaju, o Judô e Encruzilhada do Sul.



O Bonenkai e a formatura contou com a presença de várias pessoas de renome no Judô, como Maria Portela, a eslovena Tina Trstenjak, campeã olímpica no Rio, em 2016, e prata em Tóquio, e muitos outros grandes nomes do judô gaúcho.

310 visualizações0 comentário