LEGADO DE DINAMISMO E HONRADEZ

Faleceu no dia 16 de fevereiro a professora Leda Rassier. Natural de Rio Pardo, onde nasceu no dia 31 de maio de 1949.


Era casada com Marco Antônio Rassier Filho com quem teve dois filhos, Eveline e Maicon Antônio Rassier Filhos e os netos Mariana e João Antônio.


Diplomada pela Universidade Católica de Pelotas e pós graduada, exerceu suas funções por vários anos no Ginásio Estadual onde lecionava português. Após este período trabalhou no posto municipal da 6ª delegacia de educação.


Dirigiu o Departamento de Cultura no Governo Hércio Alves Rodrigues por três anos. Lecionou ainda na Escola Borges de Medeiros. Após, foi convidada pelo então prefeito Conceição Krusser para ser secretária de Cultura, Desporto e Turismo, tendo neste período criado a hoje Casa de Cultura Humberto Fossa.


Professora Leda sempre desempenhou suas funções com dinamismo e honradez qualidades que caracterizava sua personalidade.


Publicidade

Como secretária de Cultura trouxe a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre cuja a apresentação extasiou a todos que acompanharam o evento, trouxe também, a Orquestra da Câmara de Porto Alegre com apresentação na Igreja Matriz de nossa cidade.


Criou em parceria com a Empresa Tramontina a Banda Municipal, criou o Natal Iluminado, premiando os proprietários das casas mais iluminadas em alusão ao período natalino. Realizou o Festival de Corais com a participação de vários corais de nosso estado.


Várias atrações foram realizada à céu aberto em nossa Praça Municipal com a participação de artistas famosos de nosso estado. Neste período foram instituídos os concursos das escolas de samba. Promoveu ainda a premiação com entrega de troféus as pessoas que destacavam-se em nosso estado nas mais diversas áreas de atividade com memorável jantares e bailes nos salões de festa do Clube do Comércio em parceria com o Jornal do Sudeste e a Rádio Encruzilhadense, tendo na oportunidade atraído diversas personalidades à nossa terra.


Fica aqui como lembrança o registro de sua passagem por esta terra.

0 visualização0 comentário