POLÍCIA CIVIL DE ENCRUZILHADA DO SUL DIVULGA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE PRISÃO POR "STALKING"

Na segunda-feira (12), por volta das 16h30, a Polícia Civil, com apoio da Brigada Militar local, após cerca de 1h de buscas pelas cidade, localizou e efetuou a prisão em flagrante de um homem (43 anos) que teria ido da cidade de Amaral Ferrador até Encruzilhada do Sul atrás da ex-namorada, em verdadeira perseguição a ela.


A Delegada de Polícia, Luana Tamiozzo Medeiros, explica que "a vítima chegou aflita na Delegacia, pedindo ajuda, uma vez que, após ter sido mantida sequestrada por seu companheiro por mais de 12 dias, quando conseguiu ser libertada, ele a encontrou a passou a persegui-la novamente".


No órgão policial, a vítima relatou que o namoro com o agressor era recente e que ambos estavam morando na cidade de Amaral Ferrador - RS. Ocorre que, desde o fim de semana de páscoa, passou a ser mantida em sequestro no interior de sua própria residência, tendo suas atitudes totalmente controladas por ele, tanto presencialmente, como por meio de câmeras de segurança instaladas na casa, as quais possuem, inclusive, captação sonora. Durante esse período, a vítima não podia sair de casa, nem receber visitas. Para acessar o pátio da casa, somente se fosse acompanhada do investigado. O agressor utilizava os filhos da vítima para amedrontá-la, ameaçando que sumiria com eles, caso ela o contrariasse e, até mesmo, os mataria, se necessário fosse.


A mãe da vítima foi visitá-la no último fim de semana (11/04) e percebeu o que se passava. Saiu do local, então, e buscou ajuda da Brigada Militar de Amaral Ferrador, que acabou por libertá-la na segunda-feira (12/04), por volta das 12h. A vítima decidiu ficar um tempo com a mãe, na cidade de Encruzilhada do Sul, uma vez que temia por sua segurança. Teve tanto medo, que chegou a ser escoltada por familiares e pela Polícia Civil até a entrada da cidade.


Ao chegar em Encruzilhada do Sul, quando estava finalmente chegando na residência da mãe, foi alertada por vizinhos de que a o agressor também já estava pela cidade. Informaram-na, inclusive, que ele estava passando de carro em frente à casa de sua genitora, à sua procura. Ainda, o investigado seguia ligando insistentemente para seu telefone celular.


Em razão do relatado, a vítima e seus familiares procuraram a Delegacia de Polícia de Encruzilhada do Sul, momento em que os policiais civis, acompanhados de policiais militares, saíram em buscas pela cidade, a fim de localizar o agressor. Tão logo o encontraram, deram a devida voz de prisão, lavraram o auto de prisão em flagrante e encaminharam-no até o Presídio Estadual de Encruzilhada do Sul.


A autoridade policial informou que "o delito de perseguição (em inglês, 'stalking') é uma infração nova no ordenamento jurídico e prevê como conduta criminosa: perseguir alguém , reiteradamente, ameaçando-lhe a integridade física ou psicológica, restringindo-lhe a capacidade de locomoção ou, de qualquer forma, invadindo ou perturbando sua esfera de liberdade ou privacidade".


A prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva e o indiciado segue detido.





2,979 visualizações0 comentário