top of page

Quais são suas principais soft skills?

Para quem circula pelo ambiente de desenvolvimento humano e de gestão de pessoas sabe o quanto tudo isso mudou nos últimos anos. Porque as demandas mudaram. Os empregadores e os recrutadores têm necessidade de contratar e manter colaboradores com competências mais sutis do que as operacionais. São as chamadas soft skills.

Há um tipo de competências que são técnicas, aquelas que representam o saber e o saber fazer, que é a habilidade de pôr em uso o saber. Dependem da prática sistemática e repetitiva das tarefas. Essas são chamadas hard skills. São geradas e aprimoradas no âmbito das ciências naturais e exatas, da lógica, da racionalidade. Dependem muito do conhecimento científico, o qual, é sabido, multiplica-se exponencialmente na contemporaneidade.


Felizmente o conhecimento está muito acessível. De receita de bolo a funcionamento de trator, você pode pesquisar o universo na internet, onde tudo é compartilhado e muitas soluções estão acessíveis. Eu mesma já pesquisei como trocar a resistência do chuveiro e deu tudo certo.


No reverso da moeda, muita gente não está dando conta de tanta informação. As pessoas estão chegando para mentoria e terapia com a queixa de se sentirem “perdidas”. “Estou sem chão”. “Estou sem rumo”. São expressões que ouço com muita frequência. E não é uma questão local, pois atendo principalmente on-line, pessoas de diversos lugares. Desconfio que o problema esteja, de certo modo, generalizado.


De fato, este mundo onde hoje vivemos às vezes parece fora do tempo e do espaço conhecidos. Como descrito pelo sociólogo Zygmunt Baumann, para abordar a instabilidade, quando tudo assume o formato do recipiente que é dado, assim como a água, temos um mundo líquido. Isso angústia a nós, humanos, que temos necessidade de ter uma boa dose de estabilidade, referências, segurança, valores e princípios constantes por onde conduzimos nossas vidas. Agora parece que há possibilidades demais. As escolhas assumem um grau mais alto de dificuldade.


É assim que, cada vez mais, as soft skills vão crescendo em importância. Autoconhecimento, inteligência emocional, inteligências intrapessoal e interpessoal, pensamento crítico, pensamento sistêmico, criatividade, capacidade colaborativa, foco na solução de problemas, e, a mais importante, do meu ponto de vista, a vontade e o interesse de aprender.


Neste planeta, somos todos aprendizes e estamos todos um pouco doentes. Porém, podemos aprender e evoluir desenvolvendo e usando essas soft skills que, infelizmente, não têm sido ensinadas na academia nem no ambiente familiar. Para muitas pessoas a vida ensina. Também há conteúdo vasto na internet a respeito, mas são teorias que generalizam. É preciso personalizar a abordagem, pois cada pessoa apresenta uma combinação própria de soft skills, nem melhor, nem pior do que os outros, apenas única, singular. Para quem quer avançar rapidamente nesse processo e obter vantagem das próprias características, uma mentoria profissional é um bom investimento.


Sentados sobre os ombros de gigantes, cientistas que nos mostraram o quanto de nós ainda é desconhecido, inconsciente, o quanto somos estranhos a nós mesmos, o quanto estabelecemos o local de controle das nossas vidas no externo, no outro, podemos adentrar por esse mundo da subjetividade e fazer autodescobertas fantásticas. Ancorada em muitas pesquisas sobre pensamentos, sentimentos, crenças, emoções e comportamentos, inteligências múltiplas, a psicologia também avançou.


Quando se trata de gente, para além do conhecimento puro, de viés filosófico, adotamos o conhecimento aplicado, de modo que cada pessoa tenha oportunidade de diminuir a própria angústia frente ao caos. Para deixar de andar em círculos e andar para a frente, profissionalmente ou nos relacionamentos, é indispensável desenvolver as soft skills. Importa buscar a visão integral do sujeito e ajudar cada um a expressar o melhor de si e trazer ao mundo uma significativa contribuição. Para isso, como costumo dizer, é preciso colocar os pingos nos is e os cortes nos tês.


Falaremos mais sobre cada soft skill nas próximas edições. Fique atento e observe a si mesmo no dia a dia.


Por

Elena bandeira

e-mail elena@aprendencia.com.br

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page