TURISMO, AGRICULTURA E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO SÃO AS ÁREAS ELENCADAS DA CONSULTA POPULAR

Assembleias Públicas Microrregionais ocorreram em Sobradinho e Santa Cruz do Sul. No dia 10 de novembro, às 14h30 será realizada a Assembleia Regional Ampliada, de forma remota, por videoconferência, para compor a cédula de votação.


As assembleias microrregionais do Conselho Regional de Desenvolvimento do Vale do Rio Pardo (Corede/VRP) foram realizadas na quinta-feira, dia 28. Pela manhã, em Sobradinho, na Câmara de Vereadores e, à tarde, em Santa Cruz do Sul, na sala 101 da Unisc. Foram definidas as áreas do Centro-Serra e Vale do Rio Pardo a serem contempladas no processo da Consulta Popular. No dia 10 de novembro, uma Assembleia Regional do Corede/VRP vai definir os projetos que serão contemplados na cédula de votação.


O presidente do Corede Vale do Rio Pardo, Heitor Álvaro Petry destaca que as microrregionais foram realizadas para que os representantes pudessem extrair quatro projetos a serem incluídos na cédula de votação. “Foram eleitos projetos especialmente nas áreas de Turismo e Agricultura que foram destacados nesta assembleia. No dia 10 de novembro, na nossa assembleia regional, vamos definir os quatro que ainda restam”, cita Petry.


A proposta mais “curtida/apoiada” foi da área do Turismo, que recebeu 33 curtidas, e leva o nome de “Ecoturismo-Trilhas” e que já está garantido na cédula. O presidente Heitor Álvaro Petry salienta que três projetos do Centro-Serra e do Baixo Vale tiveram a mesma indicação. “Trata-se de uma espécie de consenso e vai facilitar na hora de compor a cédula de votação. Assim, o Corede Vale do Rio Pardo cumpre esta etapa com boa participação nas duas microassembleias”, observa.


O valor para a região do Vale do Rio Pardo será de R$ 1.114.285,71, um acréscimo em relação ao ano passado, quando foram pouco mais de R$ 700 mil. No total serão destinados R$ 30 milhões para investimento em projetos de desenvolvimento regional nas 28 regiões coredianas.


Publicidade

O próximo passo será o processo de votação em si, na qual qualquer cidadão, eleitor, maior de 16 anos pode escolher as demandas da sua região. O voto pode ser através do site (a cédula estará disponível nos dias de votação) e do aplicativo Colab. Os dias de votação serão entre 22 e 30 de novembro.


A Consulta Popular foi instituída pelo Governo do Estado em 1998, por meio da Lei 11.179. Nela, a participação popular decide o direcionamento de parte dos investimentos e serviços que constarão no orçamento do Estado. Anualmente, o Governo do Estado fixa o valor submetido à deliberação da população. A verba é distribuída entre as 28 regiões do Estado, de acordo com critérios, como a população de cada região e o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese). Definido o valor para cada região, o governo e os Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes) organizam o processo de discussão em assembleias públicas regionais, públicas municipais e regionais ampliadas.


Veja os projetos mais votados em cada microrregião e os delegados eleitos:


CENTRO SERRA


Sinalização turística na malha viária regional (314031)

Correção de solo (314052)

Fortalecer e ampliar as ações para a produção primária de alimentos (314023)

Delegados eleitos:

Adelar Correa

Paola KatrinyRech

GrasielaLasch


BAIXO VALE DO RIO PARDO


Fortalecer e ampliar as ações para a produção primária de alimentos (314023)

Sinalização turística na malha viária regional (314031)

Fundo garantidor – RS GARANTI (318446)

Correção de solo (314052)

Delegados eleitos:

Silvia Melchior Seibert

Djalmar Ernani Marquardt

Carla Muller

Luis Euclides Cardoso da Silva


Fonte: Corede

Edição: Jornal do Sudeste