VEREADORES HOMENAGEIAM O DIA INTERNACIONAL DO ORGULHO LGBTQIA+

Atualizado: Jul 3

Sempre que uma data é comemorada ou serve para lembrar a sociedade da importância de algum tema, os vereadores Cristina Boni e Sidnei Nunes fazem referência durante a reunião do Legislativo encruzilhadense. Na última segunda-feira, 28, Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+ os parlamentares estenderam as cores do arco-íris na tribuna para lembrar da luta em defesa dos direitos dessas pessoas e convidar a comunidade a refletir e construir estratégias que ampliem o acesso aos direitos dessas cidadãs e cidadãos.


“Celebramos o direito que as pessoas têm de amar quem elas quiserem. Esta data representa a resistência do movimento LGBTQIA+ e remete, mundialmente, à luta pelo respeito e promoção da igualdade social e profissional, à diversidade e à identidade de gênero e pelo direito à escolha da própria orientação sexual sem que isso signifique exclusão.


Publicidade

As cores do arco-íris que levamos para a sessão legislativa é um pedido para que cada dia mais tenhamos a consciência de que temos que respeitar o amor de todas as formas. Aceitar que as pessoas sejam como elas são é um grande desafio da humanidade. Tolerância, empatia e respeito, esse é o nosso pedido nesse dia para que os diferentes sejam tratados como iguais e que o mundo seja um só, sem diferenças, sem julgamentos e, principalmente, sem preconceito”, destacou a vereadora Cristina Boni.


O vereador Sidnei Nunes aproveitou para dizer que “esse dia serve para que o mundo se lembre de que não importa a sua definição, todos merecem respeito, assim como todos devem sentir orgulho de quem realmente são. Chega de desrespeito, chega de agressões gratuitas e preconceitos sem qualquer tipo de fundamento”. Sidnei lembrou da música de Lulu Santos: “Consideramos justa toda a forma de amor” e convidou a comunidade encruzilhadense para saber um pouco mais da causa e acompanhar as postagens de Anderson Zerwes no Facebook, nos quais ele escreveu diariamente sobre o assunto neste mês de junho, destacando as necessidades e a realidade do público LGBTQIA+.

3 visualizações0 comentário